Ipojucã

Ipojucã Lins de Araújo nasceu em Maceió, no dia 3 de junho de 1926. Na infância jogava no Canto do Rio, um clube de Niterói-RJ, com 11 anos foi treinar no Club de Regatas Vasco da Gama, onde ficou durante 20 anos. Marcou 225 gols em 413 partidas pela equipe principal do Vasco tornando-se o quinto maior artilheiro da equipe cruz-maltina. Com a camisa vascaína, conquistou 5 campeonatos cariocas.

1958: Zé Carlos Coelho, Zé Amaro, Ipojucã, Edmur e Lierte.

Em 1954, transferiu-se à Portuguesa, sagrando-se campeão do Rio-São Paulo de 1955, vencendo o Palmeiras na final. Nessa campanha vitoriosa, a Lusa conquistou a Taça dos Invictos. O atacante de 1,90 m de altura, encerrou sua carreira no ano de 1958. Ele ainda tentou permanecer no futebol como técnico, mas não obteve êxito.

Ipojucã jogou pela Seleção Brasileira por 8 oportunidades. Em 1970, foi um dos primeiros pacientes a sofrer uma operação de transplante no Brasil, operado pela equipe do Dr. Sabag do Hospital das Clínicas de São Paulo. Ipojucã ganhou uma sobrevida de 10 anos após o transplante renal. Morreu em decorrência de insuficiência renal em 1978. Teve dois filhos (Ipojucã e Rita de Cassia) e sete netos. Sua esposa, Leonor Lins de Araujo, faleceu em 1998.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s