Brandãozinho

Antenor Lucas nasceu em Campinas no dia 9 de junho de 1925, desde criança começou a jogar futebol, começou nas categorias de base da Ponte Preta, e ainda nas categorias amadoras jogou na Caldense(Poços de Caldas). Porém, foi mesmo na Portuguesa Santista que o atleta se profissionalizou. Em 1947 foi transferido à Portuguesa de Desportos, primeiramente ele seria negociado com a Lusa por 400 mil cruzeiros, mas a negociação não ocorreu porque o diretor da Briosa envolvido na transferência não podia vender o jogador.

Apenas 22 meses depois, em 10 de agosto de 1949, ele finalmente viria à Lusa, dessa vez custanto 600 mil cruzeiros. Apesar de todo o esforço e dificuldade em trazê-lo, via-se que a negociação valeu a pena, Brandãozinho foi um dos melhores jogadores que a Portuguesa teve na posição em todos os tempos. Ainda assim foi difícil inscrevê-lo no Campeonato Paulista, com muito custo e com a ajuda do então presidente da FPF, Roberto Gomes Pedrosa, o atleta teve o aval para vestir a camisa da Lusa.

Em pé: Lindolfo, Djalma Santos, Ceci, Nena, Floriano e Brandãozinho. Agachados: Julinho Botelho, Zé Amaro, Ipojucan, Osvaldinho, Ortega e o massagista Mário Américo.

A estreia de Brandãozinho aconteceu em um clássico contra o Palmeiras, no Pacaembu. Apesar de ter feito um gol com menos de 10 segundos de jogo, nossa Lusa acabou sofrendo a virada em um dos melhores jogos do Palmeiras na competição. A primeira vitória de Brandãozinho na Lusa foi contra a sua ex-equipe, a Portuguesa Santista, em 16 de setembro de 1949, o placar foi de 4 a 1, três gols de Pinga e um de Brandãozinho.

Antenor Lucas só jogou profissionalmente em 4 equipes, Portuguesa Santista, Portuguesa de Desportos, Seleção Paulista e Seleção Brasileira. Disputou 18 partidas pela Seleção Brasileira, conseguindo 13 vitórias, 2 empates e 3 derrotas, atuou na Copa do Mundo de 1954, além de sagrar-se campeão panamericano em 1952 e vice-campeão sulamericano em 1953. Foi campeão brasileiro vestindo a camisa da Seleção Paulista.

Infelizmente, Brandãozinho teve problemas físicos após o Mundial de 54, após uma cirurgia mal-sucedida, ele foi obrigado a encerrar a carreira na Portuguesa. Ele seguiu trabalhando com Nena e Hermírio nas categorias de base da Lusa, chegando a ser técnico da equipe principal, tendo como seu auxíliar Nena.

Zezé Moreira, técnico da Seleção Brasileira, nunca deixou Brandãozinho fora de suas convocações, ele afirmava que o atleta jogava “modernamente” para sua época, ele formou a maior intermediária da história da Portuguesa, ao lado de Djalma Santos e Ceci. Jogou na equipe de ouro da Portuguesa:

Muca, Nena, Noronha, Djalma Santos, Ceci, Brandãozinho, Nininho, Renato, Julinho, Pinga e Simão.

Brandãozinho faleceu no dia 4 de abril de 2000.

Anúncios

Uma resposta para Brandãozinho

  1. Pingback: Brandãozinho - Antenor Lucas | Acervo da Bola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s